Ter uma carteira de clientes é algo fundamental para qualquer pessoa que atua dentro do setor comercial, é através dela que você consegue segmentar e organizar aquelas pessoas que continuam comprando seus produtos e suas estruturas metálicas daquelas que não aparecem na sua empresa há meses. 

Porém, por melhor e mais certeira que essa estratégia seja, ela obrigatoriamente precisa ter uma boa execução para que, de fato, consiga ser efetiva. Uma carteira de clientes saudável representa conhecer seus clientes, saber sua atuação, tomar cuidados na hora das vendas, e bolar os melhores planos e estratégias para alcançar seus objetivos. 

Devido a toda essa importância, no texto de hoje decidimos elaborar 5 dicas que vão te ajudar a manter a saúde da sua carteira de clientes, com certeza você vai ter muito mais resultados quando alcançar esse objetivo! Bora conferir? Então vamos lá!

  1. Segmente a sua carteira

O primeiro e talvez mais importante passo de uma carteira saudável é justamente a segmentação que deve ocorrer dentro dela, é preciso que você saiba alguns itens básicos e separe seus clientes de acordo com algumas características cruciais, como por exemplo:

De quais segmentos eles são; agrupar clientes de acordo com sua frequência de compras; agrupar por região, risco, vendedor, porte e outros fatores. Essa parte te ajuda a entender quem são seus consumidores e em qual “parte” da sua carteira ele se encontra, fazendo que você consiga ter mais clareza na hora de visualizar oportunidades e saber o momento certo de ofertar sua locação de grupo gerador. 

  1. Atualize os dados com frequência

Uma carteira de clientes saudável precisa ter os dados constantemente atualizados de seus clientes, isso te permite uma maior liberdade para mudá-los na segmentação e entender melhor a situação que ele se encontra atualmente, podendo até descartar algumas opções e adicionar outras. 

Verifique dados de crédito com a Receita Federal, utilize softwares e programas de coletas e análise de dados, procure sempre se atualizar e deixar tudo em ordem, até mesmo informações como dados cadastrais e qualquer informação que possa ser relevante para que você mantenha o contato. 

  1. Acompanhe quais são os riscos

É preciso ficar de olho e acompanhar de perto todos os riscos que sua carteira de clientes pode apresentar, saber quais mudanças ocorreram, quais contatos se tornaram inadimplentes e onde você pode estar tendo prejuízo em termos de retorno financeiro. 

Alguns pontos como localização geográfica, setor de atividade, porte das empresas, classificação de risco, enfim, tudo pode te auxiliar a saber com antecedência onde você pode ou não perder dinheiro e manter sua carteira saudável. 

  1. Não se esqueça dos clientes inativos

Muitas pessoas focam apenas no gerenciamento dos clientes que já possuem, mas na verdade, alguns consumidores parados a algum tempo podem trazer até mais lucro do que esses frequentes na sua carteira. 

Procure reatar o relacionamento com clientes que já passaram pela sua empresa de locação de geradores, isso pode te trazer um leque maior de opções, e fazer você ganhar mais resultados. 

  1. Evite concentrar recursos

Nunca é bom concentrar todos os recursos da sua carteira em só um tipo de cliente, é preciso diversificar para que você não sofra com golpes, calotes, inadimplência, ou qualquer experiência negativa que possa prejudicar muito o seu negócio. 

Busque investir em perfis variados, e sempre tenha mais de uma opção disponível, quanto mais você conseguir alcançar públicos diferentes, melhor e mais certeiro serão seus resultados, então procure sempre diferenciar suas atividades. 

O que achou do texto de hoje? Curtiu? Dê sua opinião nos comentários abaixo e não se esqueça de compartilhar caso tenha gostado, até a próxima!
Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais.